Saudação

Olá! Este é um espaço de escrita criativa com um toque de humor, e expressão da minha vontade de me aproximar do poder revelador das palavras. Testemunho do meu envolvimento com a palavra com arte, e um jeito de dar vida à cultura que armazeno. Esta página é acessível (no modelo básico) também por dispositivo móvel. Esteja à vontade.

terça-feira, 1 de maio de 2012

Vinheta e César (reflexões ~ ed. 6)


Por George W de B Cavalcanti*
(título modificado em 06/07/2012)


Vinheta ~ Data vênia. Escutei, não lembro onde, paródia de vinheta televisiva carnavalesca que dizia mais ou menos assim: "Na tela da TV no meio desses cornos, a gente vai se ver de bobo!" Faz sentido. (21/02/2012)

Construir sempre ~ O que construímos é o que nos liga para sempre; algo que todos os seres humanos devem dizer uns aos outros. (21/02/2012)

Carnis valle ~ Que bom se a festa dos prazeres da carne, o nosso carnaval, fosse um festival nacional gastronômico com exposição e feira de negócios da pecuária e avicultura; muitas vidas seriam salvas, nutridas e enriquecidas. (23/02/2012)

Tríduo dantesco ~ O carnaval brasileiro em três tempos: beber, mijar e matar. (23/02/2012)

Lei de mercado ~ Quando a concorrência chega firme na área num instante quem capina sentado sabe correr e ceifar adiante. (23/02/2012)

Parada federal ~ Círculo perverso: hipercentralização federal, despreparo técnico municipal, assessorias técnicas de ocasião, e fomento à corrupção nacional. (23/02/2012)

Tempos e envolvimentos ~ Nesses tempos de desamor e individualismo exacerbado, passar da falta de empatia para o excesso de antipatia é um pulo. (23/02/2012)

Motor perpétuo ~ No âmbito da relação interpessoal o amor é benefício e motor perpétuo. (24/02/2012)
Motor perpétuo II ~ Realizamos o amor em nós a medida que o realizamos em quem dizemos amar. (24/02/2012)
Motor perpétuo III ~ Há uma importante e decisiva parceria entre o dizer que ama e o se fazer amar. (24/02/2012)

Padrão patrão ~ Quando a honestidade de propósito é aplicada a providência é antecipada e a contumácia não é instalada. Quando não, tudo se torna um círculo vicioso para lucro do interesse inconfessável e em detrimento da parte vitimizavel; em um padrão comportamental primitivo contumaz. (24/02/2012)

Firme união ~ A união tem consistência de permanência quando há mútua convergência e cultivo; nisto, precedendo o espiritual e o intelectual ao material e corporal. (24/02/2012)

Trocadilho fervoroso ~ Tem gente de fé, tem gente de pouca fé; e, tem gente de por café. (24/02/2012)

Indivíduo-bomba ~ Alguns indivíduos, por fatores diversos e quase sempre insuspeitos, montam a si mesmos, à sua própria personalidade como verdadeira bomba-relógio; prontos para explodir no colo dos mais chegados e, por extensão, no colo de toda a sociedade. (04/03/2012)

Dissimulados ~ Com base na demografia, no índice de tragédias e parodiando o bardo arriscaria dizer que, hoje existe no mundo mais gente louca passando-se por normal do que possa imaginar a nossa vã filosofia. (04/03/2012)

Lei empoeirada ~ Por inépcia, imperícia ou imprudência de quem de direito - e principalmente de dever - as tecnologias do crime andam mais rápido que a lei e a justiça. (04/03/2012)

Doce mel ~ Quem me adoça a boca com mel verdadeiro o meu coração ganha por inteiro. (em 04/03/2012)

Acolhimento ~ Em um extremo há pouco estudo mas, há afetuosidade e calor humano e no outro extremo há muita instrução mas, há indiferença e frieza. Então, busco o ponto equidistante onde exista instrução com afetuosidade e calor humano. Porque a sequência da criação é luz, calor e vida; a luz que favorece a vida emite calor. (05/03/2012)

Barra pesada ~ Se a barra de ferro que caiu sobre o pé da nossa Presidente/a na Alemanha tivesse o peso das carências no nosso sistema público de saúde, a essa altura teríamos mais uma amputada e aposentada por invalidez em nosso país. (06/03/2012)

Quase sempre ~ Escrever poesia é quase sempre colocar o coração na ponta da pena. (em 08/03/2012)

Poder poético ~ Você pode conhecer um poema e ele nada lhe dizer, e outra hora nele descobrir tudo o que precisa saber. (08/03/2012)

Jeito e maneira ~ Cada um vive o poema à sua maneira. (08/03/2012)

Um piscar ~ O que somos nós, senão um piscar dos olhos do Eterno. Então, a humildade de espírito é, no mínimo, algo inteligente; e, a jactância uma atitude idiota. (10/03/2012)

Busca saber ~ A essa altura da vida tenho grande satisfação e preocupação em dizer que, em termos de comportamento humano, ciência e cultura, já ví, li ou ouví dizer de tudo o que existe ou possa acontecer. (10/03/2012)

Serenou ~ O sereno do tempo torna o sábio sereno. (10/03/2012)

Unificando verbo ~ Historicamente em termos de nossos partidos políticos mandar e mamar é só começar; como trair e coçar. (12/03/2012)

Cultura do limbo ~ Trágica é a condição de um povo cujas iletradas e parvas lideranças tem por costume matar seus profetas, afogando-os lenta e perversamente no limbo do menosprezo e do esquecimento. (13/03/2012)

Trem do sururu ~ A FGV recomenda 25 assessores por gabinete no Senado, mas, o "Biu" do PP-AL entrou com projeto na CCJ para aumentar para 45 cargos comissionados para cada senador; em mais um trem da alegria eleitoreiro no Congresso Nacional (despesa "ajuda alimentação" inclusa) às nossas custas. Tudo no modelo "sururu de capote": fechado na casca, unido em penca e atolado na lama. (14/03/2012)

Na emenda ~ Por trás da fachada do nosso atual 'presidencialismo de coalizão' o que na verdade se constata é o nosso antigo e vicioso "presidencialismo de transação", de sempre. (14/03/2012)

Mídia morta ~ Percebe-se que a mídia brasileira não focaliza as nossas fábricas de armas e munições que lucram horrores com a chacina nacional em curso; coisa das mais suspeitas, para dizer o mínimo. (15/03/2012)

Amigos profissionais ~ Hoje o que vale é a rede de contatos para troca de favores (network). Foi-se o tempo em que amizade era coisa para amadores e podia-se contar com poucos, mas, verdadeiros amigos; aqueles que são amigos quando já não podemos oferecer troca de favores. Seria isso evolução social? Seguramente os clãs nas cavernas eram mais solidários. (15/03/2012)

Chute democrático ~ Ora, se costumamos "nacionalizar" os bisonhos Battisti da vida por que não o fazer com os incisivos Valcke, também? Afinal, historicamente muita coisa errada por aqui só sairia mesmo fora do nosso país à base de um bom e certeiro "pontapé nos respectivos glúteos". Vamos democratizar mais, ao menos. (16/03/2012)

Praia da história ~ A humanidade, ao feitio de um oceano de carne, osso e escassa consciência, arremete e arrebenta suas gerações como ondas de sangue sobre a praia da existência; a dissolver-se em tenebrosa espuma de traição, crime e assassinato, nas areias do tempo. (17/03/2012)

Como música ~ A voz do amor soa como música aos meus ouvidos, e eu vivo mais com música. (17/03/2012)

Banda-lerda ~ A velocidade média da Internet oferecida aos usuários da Coréia do Sul é 600 vezes maior que a nossa e muito mais barata. Então, a impressão que se tem é que, por aqui desde o princípio negociaram com as operadoras uma licença para sabotagem e rapinagem continuada ao cidadão consumidor brasileiro. (19/03/2012)

Copa alcoólica ~ O populista assinou, o gringo (FIFA) cobrou, a presidenta recuou e o pinguço comemorou: "pinga ne mim!" Já o contribuinte abstêmio e que paga toda essa conta, sentou no chão e chorou; gol contra. (20/03/2012)

Tabuleiro do mundo ~ A mão do diabo no xadrez do sangue e da carne move o bispo sobre o peão. Tenta escandalizar o evangelho ao colocar em contenda ministérios de evangelização, milagre e comoção. Do preto coloca a televisão na fazenda e do branco coloca A Fazenda na televisão. (21/03/2012)

Atração turística ~ O Brasil não tem só Cachoeira de corrupção tem Cataratas De Iguaçu. (22/03/2012)

Como diria César... ~ "Até tú DEMóstenes? (22/03/2012)


(Ilustrações - fonte: Google Imagens)

Rádios de Israel - escolha a estação

Antes de escolher uma rádio desligue outro áudio que estiver escutando.