Saudação

Olá! Este é um espaço de escrita criativa com um toque de humor, e expressão da minha vontade de me aproximar do poder revelador das palavras. Testemunho do meu envolvimento com a palavra com arte, e um jeito de dar vida à cultura que armazeno. Esta página é acessível (no modelo básico) também por dispositivo móvel. Esteja à vontade.

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Por esses dias

Gerusa minha mãe, ora convalescente; passa bem

 Por George W de B Cavalcanti*


Duas lágrimas fluíram
dentre pressa e calma,
na parceria de sempre;
a escorrer no meu rosto 
e, nos meandros da alma.

Contritas e solidárias
em espírito de oração,
na aflição do momento;
da família, toda comoção
à torvelinho de tormento.

Uma gota molha a voz,
outra alaga pensamento,
em dueto por imposição;
de perigo e angústia atroz
face à grave aflitivo evento.

Alô, o que? Meu Deus,
socorre minha mãezinha!
E nessa hora de urgência
são sempre duas lágrimas,
as primeiras em clemencia.

O sentimento em clamor,
é líquido e certo andarilho
na superfície do meu rosto;
fez deixar o rastro do amor
pelo transe de julho a agosto.

As tépidas e densas amigas
não necessitam que as peça,
não precisam que eu as diga;
elas vem na solicitude precisa,
brilham na luz da fé e devoção.

Estejam à vontade queridas,
deixem pegadas de esperança,
marquem no coração do poeta;
com a pureza eterna que se tem
se dentro há coração de criança.




(Ilustrações - fonte: Google Imagens)

Rádios de Israel - escolha a estação

Antes de escolher uma rádio desligue outro áudio que estiver escutando.