Saudação

Olá! Este é um espaço de escrita criativa com um toque de humor, e expressão da minha vontade de me aproximar do poder revelador das palavras. Testemunho do meu envolvimento com a palavra com arte, e um jeito de dar vida à cultura que armazeno. Esta página é acessível (no modelo básico) também por dispositivo móvel. Esteja à vontade.

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Ativista de sofá, "serial imbecilezator"


Por George W de B Cavalcanti


(Texto 'ficcional' e, qualquer semelhança com fatos ou pessoas é mera coincidência.) [Será?...]

  Vamos tentar definir aqui essa suposta opaca e indecifrável, pelo menos na concepção dele/a figura; porque trata-se de pessoa a médio e longo prazos intratável. É um indivíduo curioso, para não dizer, preguiçoso/a mental por natureza. Sem senso de percepção do entorno e nem da inteligência real do outro; ao qual, via de regra subestima. Essencialmente desprovido de autocrítica, considera-se um/a 'expert'; um/a "esperto/a". 

  Para o/a tipo/a, o grande lance da vida é fazer o próximo de 'animal de carga' a seus serviços; numa insidiosa e irritante insistência em tentar imbecilizar os outros. Ele/a é uma espécie de "imbecilizador/a serial" geralmente refastelado/a em um sofá real ou imaginário; sempre de estrutura patológica. Visa sempre enredar os outros com lábia tipo 'teia de aranha'.

  Tem uma conversa 'grudenta', obstinada e cheia de voltas tecida em torno do interlocutor, o qual nunca é o beneficiário e sim a vítima das suas inconfessáveis intenções. É via de regra aboletado/a num sofá de onde, sem escrúpulo ou pudor, quer manipular o resto do mundo; daí a origem do seu epíteto.

  Quando você leva o dialogo com o/a tal para uma linha lógica que, cobre do/a mesmo/a uma efetiva cooperação operativa, ele/a agarra-se ao 'sofá' [mesmo que você não o veja]. E, logo tece mais um 'fio' no sentido de inviabilizar o seu argumento e as suas ideias; porque, para ele/a o progresso tem 'mão única'; a dele/a.

  Enfim como devemos agir e reagir diante de tal inconveniente, perniciosa, nociva, deletéria; e, mesmo, perigosa pessoa? Faça como eu costumo fazer com eles/as: atropele o discurso do/a tal imbecil com um jato contínuo de frases e ideias mesmo que, "não correspondam aos fatos"...

  Não lhe dê tempo de conseguir usar você como suposta fonte de informação em benefício próprio posto que; é um/a 'sacripanta'. Porque o/a impertinente e perturbador/a mal caráter é de um egoísmo que, nem todo o Universo cabe; disso tenha certeza
.
Enfim, como antídoto à peçonha de tal aracnídeo das relações sociais humanas entendo que, deve-se utilizar munição intelectual de 'grosso calibre', armamento dialogal pesado; uma espécie de 'metralhadora verbal giratória'; tipo "ponto 50". Derruba-los/as das nuvens até que, caiam 'para lá' fumegando por todos os buracos...
 
 
 

(Ilustrações, fonte: Google Imagens)

Rádios de Israel - escolha a estação

Antes de escolher uma rádio desligue outro áudio que estiver escutando.