Saudação

Olá! Este é um espaço de escrita criativa com um toque de humor, e expressão da minha vontade de me aproximar do poder revelador das palavras. Testemunho do meu envolvimento com a palavra com arte, e um jeito de dar vida à cultura que armazeno. Esta página é acessível (no modelo básico) também por dispositivo móvel. Esteja à vontade.

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Tome Tento

Por George W de B Cavalcanti*


Se, queres do bom saber, a contento,
A poesia que nos vem à asa do vento,
Provando sobreviver em hostil relento;
Traduz amor e luz em transbordamento.

Pousa o verso e repousa o pensamento,
Credita a mente poética o merecimento,
Ao lograr vitória sobre o mundo violento;
Desmando que manda cada novo evento.

A perfídia espalha a prole pelo casamento,
Quando poder e maldade geram o rebento;
Que mama leite podre desde o nascimento.

O porvir é pesadelo de inconfessável intento,
É maligna ganância, sem pejo ou sentimento;
Sem que abram a olhos esse povo desatento.



Rádios de Israel - escolha a estação

Antes de escolher uma rádio desligue outro áudio que estiver escutando.