Saudação

Olá! Este é um espaço de escrita criativa com um toque de humor, e expressão da minha vontade de me aproximar do poder revelador das palavras. Testemunho do meu envolvimento com a palavra com arte, e um jeito de dar vida à cultura que armazeno. Esta página é acessível (no modelo básico) também por dispositivo móvel. Esteja à vontade.

domingo, 27 de novembro de 2011

Brilho gotejante



Por George W de B Cavalcanti*


Como é triste tal anonimato;
ah meu Deus, como é chato!
Não ficar em cima do muro,
mas, buscar clarear com luz,
e, ainda assim, fica no escuro.

Tal qual a grama do vizinho
tratada com um seco pasto.
Andorinha deixada de lado
só para não fazer um verão.
Por ser qual a prata da casa
ver o seu ouro ser soterrado,
ignorado qual desconhecido;
até por quem mora ao lado.

O turbilhão de verso e de rima
a achar eco além do horizonte,
quando há percurso assoreado;
por um primário senso comum
que paga a tal bem com o mal;
se o sucesso é assim chegado.

Um diamante líquido é incerto
se por ofensa pessoal tomado;
em colocar a luz em seu verso.
E, trazer com rima o ritmo novo
que muda as nuances do povo
e faz romper o capim do brejo;
nesse gotejar pelo sol banhado.






Rádios de Israel - escolha a estação

Antes de escolher uma rádio desligue outro áudio que estiver escutando.