Saudação

Olá! Este é um espaço de escrita criativa com um toque de humor, e expressão da minha vontade de me aproximar do poder revelador das palavras. Testemunho do meu envolvimento com a palavra com arte, e um jeito de dar vida à cultura que armazeno. Esta página é acessível (no modelo básico) também por dispositivo móvel. Esteja à vontade.

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Jardineiro pedagógico (reflexões, edição 12)



 Por George W de B Cavalcanti*

  • "Jardineiro do universo, eu sou" ~ Quanto ao amor ser a energia vital mais poderosa do mundo não há nenhuma dúvida quanto a isto. Fascinante é perceber pela vivência que, ao acolher e abraçar intimamente esta verdade, as pessoas tornam-se capazes de ensinar na prática o que é o amor. E, seria mesmo uma pena que essa humanidade não tivesse a chance de, assim, tornar-se jardineira do universo. (09/09/2012)  
  • Pela alta moral ~ O humilde de espírito e rico de caráter é aquele que não ofende pela sua superioridade. (12.09.2012) 
  • Apenas negócios ~ A relativização da ética leva invariavelmente à perda dos laços cívicos e familiares, em um mundo cada vez mais anônimo nos negócios e nas relações sociais. (13.09.2012) 
  • Lacrimosa verdade ~ As lágrimas são da mesma cor, não importa a cor de quem as chore; nisto elas são de uma verdade cristalina. (14.09.2012) 
  • Imensurável justiça ~ Quem buscar sinceramente parecer justo aos olhos do Eterno há que ter o coração do tamanho do mundo. (15.09.2012) 
  • Conflito custa caro ~ Historicamente o consumidor brasileiro é vilipendiado e escorraçado no pós-venda pelas empresas de produtos e serviços neste país. O que, evidentemente, ocorre sob o beneplácito dos poderes públicos para com o enorme prejuízo que isto causa à qualidade de vida do cidadão contribuinte e à nossa economia como um todo. Um perdulário conflito. (16.09.2012) 
  • Utopia fracassada ~ A república e a democracia fracassam no coronelismo e nas oligarquias a cada novas eleições - majoritárias e/ou proporcionais - levadas a efeito no Brasil. Falta cortar, pela raiz, a nossa recorrência do famigerado "coronelismo de touceira". (17.09.2012). 
  • Indústria do combate ao crime ~ Do jeito que a legislação penal brasileira - principalmente o código de execuções - dá regalias a vagabundo e a bandido só falta mesmo é eles exigirem escolta policial para suas ações criminosas. Consolida-se em toda a sociedade a sensação de que, combater de verdade o crime no Brasil não é bom para "os negócios". (18.09.2012) 
  • O destemor da arte ~ O pensador e escritor não deve se preocupar se os holofotes públicos lançam sobre si um olhar hostil e obsessivamente judicioso. Jamais, deve condenar-se a observar o mundo com a omissão dos medíocres e o silêncio dos covardes. (19.09.212) 
  • Desafiadora ansiedade ~ Existe ansiedades das quais nunca nos recuperamos; vem para ficar em nossa vida e são desafios permanentes ao nosso bem estar. (20.09.2012)  
  • Cultura de alienação e modismo ~ As evidências apontam que, a cada dia é mais utópico contar, na prática, com um legítimo interesse amoroso - seja lá de pessoas ou de instituições. E, pior ainda se o indivíduo tiver alguma tendência a ser pensador, poeta e/ou escritor. (21.09.2012) 
  • Desde que trocaram 'nós' por 'a gente' ~ Ampliou-se neste país o parvo entendimento de que a preeminência do intelecto é grave anomalia e fator de subversão, e seu cultor um perigoso insurgente. Ser feliz é não remar contra a maré da consagração da mediocridade; essa sim, considerada válida e inserida no contexto. (23.09.2012) 
  • Uns e outros ~ Por mais que avancem a teologia, a filosofia e a tecnologia, os clãs e as castas continuarão a existir - enquanto causa e efeito; o que os une também os separa. (30.09.2012) 
  • Insensata ignorância ~ Onde pontifica a ignorância - às vezes à revelia da economia -, leis sem poder para obrigar o seu cumprimento não funcionam. Porque o mal educado - às vezes à revelia da posição social - não confia na lei, confia na impunidade. (01.10. 2012) 
  • Brasilianice ~ Em matéria de transplante, piano piano capta-se órgãos. (03.10. 2012) 
  • Fique esperto ~ Você não pode dormir sem estar acordado. (02.10. 2012) 
  • Velhice vulnerável ~ Se o velho tem dinheiro, mas, não tem quem cuide dele, ele é vitima de violência. (03.10.2012) 
  • Amnésia política ~ O abandono à fragilização do idoso no Brasil só interessa a quem está praticando essa violência. (04.10.2012) 
  • Ao idoso com justiça ~ Deve ser criado um artigo no nosso Código Penal no qual o crime contra o idoso - de abandono ou de violência física e/ou emocional - seja considerado crime hediondo (05.10.2012) 
  • Indiscrição pedagógica ~ Quando um pedagogo carente diz: "Ajude-me já!", não é uma questão de cacófato ou de micção, é falta de dinheiro mesmo. (06.10.2012)



(Ilustrações - fonte: Google Imagens)

Rádios de Israel - escolha a estação

Antes de escolher uma rádio desligue outro áudio que estiver escutando.