Saudação

Olá! Este é um espaço de escrita criativa com um toque de humor, e expressão da minha vontade de me aproximar do poder revelador das palavras. Testemunho do meu envolvimento com a palavra com arte, e um jeito de dar vida à cultura que armazeno. Esta página é acessível (no modelo básico) também por dispositivo móvel. Esteja à vontade.

domingo, 14 de outubro de 2012

Mãe, voz e inspiração



Por George W de B Cavalcanti* 
(texto, corrigido em 15.10.2012 ás 08:33)



Amparada ela chegou bem perto de mim
com os seus passinhos firmes, mas, curtos,
a trazer-me a minha mais bela lição de vida;
pura emoção apoiada em bengala cor de rosa.

Minha mãe, anjo junto a quem tanto me dedico,
mas não consigo definir nessa hora sua tanta luz,
que há em sua gentil e aguerrida vontade de viver;
na rotina que tudo envolve em revelação e mistério.

Explícita angústia e esperança nessa chama que,
nos impulsiona, e consome nossos tão incertos dias,
em que carrego um oceano de emoção dentro do peito;
e a transbordar quando reza de mãos postas em seu leito.

Frágil e imensurável em seu vigor é minha mãezinha,
preciosa e única, é o pleno milagre da fragilidade altiva
na lucidez participativa, e bom ânimo de viver plena vida;
privilégio e bênção recebo em cuidar da minha mãe querida.

E, vivo essa doce rotina por entre os espigões da cidade,
a me desdobrar para tentar atender a tudo aqui, ali e acolá,
na esperança de que eu tenha também na velhice a dignidade;
de quem hoje eu conduzo mas antes me levou pela mão na lida.

Assim, não sei se estes meus versos ficaram tão bons ou precisos,
nessa busca pelo cuidar da ética do humano e compaixão pela vida,
com poesia livre e avessa à métrica, porque não sou alfaiate de rimas;
importa apenas ter papel e tinta, e a aquosa emoção como um rio vinda.

Perdoe-me minha mãe as vezes em que tranco-me em meu quarto,
para tentar esconder minhas recorrentes lágrimas, assim escorridas,
toda vez em que chegas curvada e lenta, a relevar tal peso do tempo;
e satisfeita relata procedimentos que garantem o bem estar em seu dia.

Há uma brisa parceira da tarde e que nos inspira com sua luz tardia,
benesse da glória e refrigério da alma do filho teu que não foge a luta,
e que sinceramente busca ao olhos do Eteno a graça e bênção do justo;
viver com honradez o amor, a fé e o bom combate, fonte da nossa alegria.





  

(Foto: Minha Mãe Caminhando - ilustrações: Google Imagens)

Rádios de Israel - escolha a estação

Antes de escolher uma rádio desligue outro áudio que estiver escutando.