Saudação

Olá! Este é um espaço de escrita criativa com um toque de humor, e expressão da minha vontade de me aproximar do poder revelador das palavras. Testemunho do meu envolvimento com a palavra com arte, e um jeito de dar vida à cultura que armazeno. Esta página é acessível (no modelo básico) também por dispositivo móvel. Esteja à vontade.

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Emoções Maduras

Por George W B Cavalcanti


Sinto-me como se fosse crisol transbordante,
Pelas emoções antes em infusão adormecidas,
Agora a dar voz de comando no meu coração,
Determinando que eu mais ousadamente clame;
A ti por amor, à lua por luz, à estrela por brilho,
Nesse meu insólito caminhar de feliz andarilho.

Parece-me que perdi um descabido pudor,
O de me sentir poderosamente indefeso e puro,
Pairar acima do mal, em estado de plena graça;
Sou refém-voluntário inoculado de paz e alegria,
Que se instalaram em mim o mais explicitamente,
Como um acorde musical que ilumina ao rútico,
Na apoteose vibrante que há na grande sinfonia.

Sigo inebriado por aromas e sabores desse êxtase,
Como a degustar o bom vinho de uma safra antiga;
Especial, pois há muito guardado na adega da vida,
E que, enfim me foi servido gentil e graciosamente,
Sobre o mais puro linho e em taça de teor cristalino.

Inusitadamente flagro-me caçoando dos tais idiotas,
Rindo de cobras, lagartos e até das bestas dementes,
E, a desdenhar de viciosos e de cobiçosos inveterados;
Gargalho e canto como se houvesse até me embriagado,
Por insuspeito poder etílico que há em um amor destilado.

Ainda há bem pouco tempo não ousaria sentir-me assim,
Ter meu semblante sereno e feliz como o de uma criança,
À qual, nada e nem ninguém consegue sequer perturbar;
Porque este sorriso que faz emanar luz dos meus lábios,
É o triunfo do poder que nasce e renasce da esperança.


União dos Palmares - AL, 07 de julho de 2008.

Rádios de Israel - escolha a estação

Antes de escolher uma rádio desligue outro áudio que estiver escutando.