Saudação

Olá! Este é um espaço de escrita criativa com um toque de humor, e expressão da minha vontade de me aproximar do poder revelador das palavras. Testemunho do meu envolvimento com a palavra com arte, e um jeito de dar vida à cultura que armazeno. Esta página é acessível (no modelo básico) também por dispositivo móvel. Esteja à vontade.

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Janelas da Alma

Por George W B Cavalcanti


Existem pessoas em cujo olhar há luminescência,
Mesmo não provindo de erudição, necessariamente;
Trazem na face duas gemas de rutilante persistência,
A antecipar-lhes o discurso de conteúdo transcendente.

Outras há com o tênue semblante sem consistência,
Com uma fugaz expressão que se esvai em segundos;
Por não conterem em si os rastros das suas existências,
Não preservam resíduos nem de vidas e nem de mundos.

Decerto existe um insondável mistério nessa alternância,
Uma vez que, em umas faz-se precoce a luz da maturidade,
Noutras a penumbra perene de quem estacionou na infância.

Nestas inoperantes lumes e naquelas, faróis que nos comprazem,
Umas nos fitam e até esboçam intentos, mas nada nos transmitem,
Outras emanam claridade e o com o olhar, num lampejo, tudo dizem.


União dos Palmares - AL, 17 de setembro de 2008.

Rádios de Israel - escolha a estação

Antes de escolher uma rádio desligue outro áudio que estiver escutando.