Saudação

Olá! Este é um espaço de escrita criativa com um toque de humor, e expressão da minha vontade de me aproximar do poder revelador das palavras. Testemunho do meu envolvimento com a palavra com arte, e um jeito de dar vida à cultura que armazeno. Esta página é acessível (no modelo básico) também por dispositivo móvel. Esteja à vontade.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

O Náufrago

Por George W B Cavalcanti


A aeronave dos meus sonhos cai sob a ação de uma inclemente tempestade,
Num encapelado ambiente preservo a encomenda e busco a minha salvação,
Determino-me a cumprir a missão, mesmo que uma feroz procela me retarde;
Sou agente postal e levo ao destinatário a remessa preciosa que tenho na mão.

Açoita-me a chuva, cobrem-me as ondas e, pareço nadar e lutar em vão,
Mas, determinado eu sou e, sempre, com fé enfrento toda a adversidade,
No ar, no fogo, na água e na terra, pulsa em mim um responsável coração;
Sucumbo, volto à tona e recobro a consciência, o dever, o amor e a saudade.

Percebo-me vivo em praia deserta e, enfim a sós, eu e a minha própria verdade,
Caminhamos, contornamos e constatamos; somos ilha em outra ilha na imensidão;
SOS na areia, mensagem em garrafa e sinais de fumaça; sobrevivência em prioridade.

Lanço-me ao largo numa virtual flutuação e, aguardo socorro numa eventualidade,
Navego um oceano, fico à deriva e, alguém nos resgata; a mim, ao presente e à gratidão;
Para ensejar-nos então o final feliz, no precioso encontro da esperança com a solidariedade.


União dos Palmares - AL, 19 de julho de 2008.

Rádios de Israel - escolha a estação

Antes de escolher uma rádio desligue outro áudio que estiver escutando.