Saudação

Olá! Este é um espaço de escrita criativa com um toque de humor, e expressão da minha vontade de me aproximar do poder revelador das palavras. Testemunho do meu envolvimento com a palavra com arte, e um jeito de dar vida à cultura que armazeno. Esta página é acessível (no modelo básico) também por dispositivo móvel. Esteja à vontade.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

O Gosto da Lágrima

Por George W B Cavalcanti


Quando, em algum momento, em tí,
A emoção incontida verter sua lágrima;
Mesmo única, solitária, discreta, furtiva,
Mas assim, pesada, escorendo persistente.

Daixa-a livre, até mesmo derramar na tua boca,
O seu licor de proteínas, gorduras e sais minerais;
Ela é dor ou alegria em forma translúcida e concisa,
Resgatando memória e por alguma razão requerida.

Seja de prazer, tristeza, júbilo ou de desgosto,
Não detenhas em sua trilha sinuosa pelo rosto;
Marcado com o rastro íntimo, úmido e brilhante.

É tão similar ao líquido do nosso berço amniótico,
Que nos faz sentir o gosto da nossa própria essência,
O sabor do saber cuidar do outro que traz à luz a vida.


União dos Palmares - AL, 29 de agosto de 2008.

Rádios de Israel - escolha a estação

Antes de escolher uma rádio desligue outro áudio que estiver escutando.