Saudação

Olá! Este é um espaço de escrita criativa com um toque de humor, e expressão da minha vontade de me aproximar do poder revelador das palavras. Testemunho do meu envolvimento com a palavra com arte, e um jeito de dar vida à cultura que armazeno. Esta página é acessível (no modelo básico) também por dispositivo móvel. Esteja à vontade.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Uma Penca de Versos

Por George W B Cavalcanti


Beleza Rutilante


Grato, holográfica e iluminada mulher,
Rutilante estrela dessa teia e galáxia virtual;
Nasceste para brilhar e transmitir luz, calor e vida.
Singular claridade a permutar com amor os frutos da luz,
Grandeza que remetes aos que orbitam esse teu intenso brilho;
Acendes aura em cores e sou singela candeia a te seguir no infinito.


Coração de Pai

Aquieta-te coração meu,
Ante o rugir da procela.

Quando bererem fortes as ondas,
Presta a atenção nas espuma;
Que, adiante e suavemente,
Desliza na areia...

Só assim não perderás,
Nem por um minuto sequer,
A noção da beleza desse mar.


Amiga Virtual

És translúcido orvalho sobre flor,
Gotícula aspergida, discreta e reticente...
Reluzes e escorres para cair da pétala ao chão.
Como se fora luz liquefeita sober mim se derrama,
Faz nutrir boa semente e germinar minha gratidão.


Canavieiros

Chaminés imponentes,
Verticais no horizonte,
Verdes 'mares canaviais':
Usinas; navio e cais...

Mas, pelo cansaço vencidos,
Muitos 'marinheiros' tombaram;
Bravos que lutaram esquecidos,
E, que as ondas desse 'mar' levaram.


Desamor

Desilusões sofridas repetidamente,
Sentimento forte vai desvanecendo;
Laço colorido que se desfazendo,
Rouba esperança perigosamente.


Oásis Ambulante

Felicidade viva e visita benfazeja,
Visão de miragem e oásis de emoção;
Nomade cenário que ao meu espaço aditas,
Agua cristalina, flores, frutos e maior devoção.
Misterioso evento que me traz especial renovo,
Num estímulo que me faz desejar sem concessão,
(vendo que os labios reservas e ofereces a fronte),
Declinar esse beijo pudico que desdenha da paixão,
E buscar beija-te toda: o corpo, a alma e o coração.


Olhai O Infinito

Vês no brilho de uma rutilante estrela,
Fótons que ora captas em tuas retinas?
Talvez seja o sofisma de uma supernova,
O passado presente naquela luz pequenina.
Um esplendor transitório a viajar pelo cosmos;
Já foi um desejo, intento, esperança, devir enfim,
O futuro do pretérito expresso numa estrela-menina.


União dos Palmares - AL, 06 de setembro de 2008.

Rádios de Israel - escolha a estação

Antes de escolher uma rádio desligue outro áudio que estiver escutando.